A rua Coronel Guimarães é um dos principais acessos a cidade do Caí Arquivo/FN

Uma das ruas mais importantes do Caí é chamada de rua Coronel Guimarães. Poucos, hoje em dia, saberiam dizer alguma coisa a respeito do personagem histórico que deu nome a esta via pública.

O Tenente Coronel Antônio José da Silva Guimarães Júnior foi grande líder e, praticamente, o fundador da cidade. Segundo informações colhidas no site Genealogia da Família Alencastro Guimarães, ele nasceu em 2 de junho de 1809, em Porto Alegre e faleceu em 7 de dezembro de 1872, também em Porto Alegre.

Casou, em 16 de agosto de 1848, com Maria Faustina Centeno de Alencastro, nascida em 1823 em Triunfo e falecida em 3 de março de 1866, em São Sebastião do Caí. Maria Faustina seria filha de um grande fazendeiro de Capela de Santana (localidade que, na época, pertencia ao município de Triunfo.

O casal teve os seguintes filhos: Lourenço, Luciana, Inácio, Pedro, Alfredo, Leopoldina, Antônio (falecido com 20 anos) e Espiridião (falecido com um ano de idade).
Contam outras fontes que o Coronel Guimarães veio trabalhar na fazenda de Capela como capataz e casou com a filha da dona da fazenda, que era viúva.

O site genealógico informa que a esposa do Coronel Guimarães, Maria Faustina, era filha de Inácio José de Alencastro (falecido em 1856) e de Luciana de Almeida Centeno (falecida em 1867). Portanto, o Coronel Guimarães casou-se com Maria Faustina quando seus pais ainda eram vivos. Seu sogro morreu oito anos depois do casamento e a sogra mais onze anos após.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here